Eletricidade energia solar Painéis solares Sem categoria sistema solar Sustentabilidade

Entenda a conta de energia elétrica e reduza os custos com este insumo

Sem comentários

Se você costuma assustar-se com os altos valores da sua conta de luz, é hora de começar a consumir esse recurso de forma mais consciente.

A energia elétrica é um insumo muito importante para as empresas, e o desperdício desse recurso pode gerar prejuízos para o bolso e para o meio ambiente. Se você costuma assustar-se com os altos valores da sua conta de luz, é hora de repensar o jeito que está consumindo energia. Entender os custos cobrados na sua fatura é o primeiro passo para praticar o consumo consciente. 

O esforço vale a pena, pois diante das crises hídricas que continuamente assolam o Brasil, a tendência é de que a fatura de energia elétrica continue pesando no seu bolso. Reduzir o consumo, por outro lado, traz benefícios para a economia e para o meio ambiente, visto que ajuda a preservar as reservas naturais usadas para a produção de energia. 

Como é cobrado o consumo de energia elétrica 

A fatura que chega todos os meses nas casas e empresas dos brasileiros considera os custos de distribuição, transmissão e geração de energia elétrica. A conta inclui ainda a incidência de tributos federais e estaduais e a bandeira tarifária em vigor, um mecanismo que repassa ao consumidor final eventuais aumentos nos custos da geração de energia elétrica em cada região. 

A fatura de energia pode ser considerada uma nota fiscal. Por isso, o documento emitido pelas distribuidoras deve trazer as informações da unidade consumidora, a contratação de fornecimento de energia, indicadores de qualidade da distribuição e todas as cobranças detalhadas, incluindo os impostos e os encargos destinados a outros setores.

A conta traz, também, a evolução do consumo de energia naquela unidade, permitindo ao usuário saber se gastou mais ou menos que nos meses anteriores e qual é a porcentagem de impostos e taxas que incide na cobrança. 

E, caso você tenha dúvidas sobre os valores cobrados, a solução também está na tarifa. A conta de luz deve, obrigatoriamente, trazer os telefones de contato com a concessionária de energia ou agência reguladora. 

Saiba como a tarifa é calculada

A cobrança pelo uso da energia elétrica é feita mensalmente, baseada em uma tarifa unitária de energia. O valor da fatura em reais é resultado da multiplicação da energia consumida (medida em quilowatt hora) no mês pela tarifa aplicada, acrescida de taxas e impostos. Os valores são definidos e homologados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para onde vai o dinheiro da conta de luz?

Quem recolhe todo o dinheiro que pagamos na conta de luz é a distribuidora local de energia elétrica. Parte do valor recebido, entretanto, é enviado para outras empresas que fazem parte da cadeia de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Ainda, a distribuidora local envia parte do valor para o pagamento das taxas da União, governos estaduais e prefeituras. 

O valor da conta de energia elétrica considera os seguintes custos e tributos:

  • Custos de distribuição, transmissão e geração de energia elétrica.
  • Tributos: PIS e Cofins (federais) e ICMS (estadual e que varia entre os estados).
  • Encargos setoriais: utilizados para cobrir os custos do setor elétrico, como subsídio para clientes de baixa renda.
  • Pode ter uma taxa para as prefeituras para a manutenção do sistema de iluminação pública.
  • Bandeira tarifária – verde, amarela e vermelha 1 e 2.

Medidas para o consumo consciente de energia elétrica

Você já entendeu que a energia elétrica é um insumo caro e que fazer o uso consciente desse recurso traz benefícios para o bolso e para o meio ambiente. 

Para tornar o seu consumo mais eficiente, adote algumas mudanças, como substituir seus equipamentos ineficientes por outros mais novos e econômicos, sempre dando preferência aos que possuem o selo do Procel. Assim, você utiliza a energia elétrica de forma mais segura e econômica, sem abrir mão do seu conforto. 

Para saber se os seus equipamentos são eficientes, uma opção assertiva e fácil de usar é o simulador de consumo. Nesta ferramenta, você seleciona cômodos e equipamentos, informa a potência e o tempo de uso dos aparelhos, e ele estima o consumo total. Ao final, ainda oferece dicas dos equipamentos mais eficientes do mercado, de acordo com o seu perfil de uso.

Agora que você já sabe como analisar a conta de luz, faça dela uma aliada para reduzir seu consumo de energia elétrica! 

Fonte: SEBRAE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este campo é obrigatório.

Este campo é obrigatório.

× Como posso te ajudar?